VIAGEM MEDIEVAL 2013 – SANTA MARIA DA FEIRA/PORTUGAL

On Agosto 11, 2013 by in vogue

 

“Melhor Evento Cultural 2012” e “Melhor Animação/Performance em Evento Cultural 2012” são os mais recentes prémios atribuídos à Viagem Medieval em Terra de Santa Maria, no âmbito da Gala dos Eventos, que distingue anualmente os melhores projetos, espaços, eventos e serviços que têm lugar em Portugal. A feira decorre ate dia 11 de Agosto/2013 em terras de Santa Maria da Feira.

VIAGEM MEDIEVAL EM SANTA MARIA DA FEIRA ESTA PERTO DO RECORD DE MEIO MILHÃO DE VISITAS.

fm

 A 17ª edição do evento que incluiu 135 horas de animação e a apresentação de 312 espectáculos está a chegar ao fim. A Viagem Medieval em Terra de Santa Maria é o maior evento de recriação medieval da Europa. Realiza-se anualmente, durante dez dias consecutivos, no centro histórico da cidade de Santa Maria da Feira, atraindo diariamente cerca de 50 mil visitantes. Com características únicas no país, este projecto diferencia-se pelo rigor histórico, dimensão (espacial e temporal) e envolvimento da população e associativismo local, reforçando a sua identidade e sentimento de pertença, e mobilizando uma vasta equipa de mais de mil pessoas de áreas diversas, das quais 250 em regime de voluntariado. Centrada na recriação de episódios e acontecimentos que marcaram a história local e nacional na Idade Média, a Viagem Medieval começou por realizar-se junto ao Castelo, mas rapidamente se expandiu para todo o centro histórico e zona envolvente, ocupando actualmente uma área de cerca de 40 hectares. Pelos momentos de recriação histórica, diversidade de áreas temáticas e qualidade da animação permanente, a Viagem Medieval é um evento de grande envergadura, constituindo uma oferta turística única que potencia a promoção do município e de toda a Grande Área Metropolitana do Porto. A feira termina este domingo mas a Chamoa veio para ficar. A Chamoa, que já foi batizada de “bebida do amor”, está a revelar-se um verdadeiro sucesso na Viagem Medieval. Este vinho tinto fortificado, servido com uma amora silvestre, será comercializado durante todo o ano nos estabelecimentos de bebidas e restauração aderentes do centro histórico da cidade, assumindo-se como a bebida oficial da Viagem Medieval e de Santa Maria da Feira.

DSC_0893

 A pensar nos visitantes com necessidades especiais, a Viagem Medieval em Terra de Santa Maria disponibiliza nesta 17ª edição serviços de interpretação em língua gestual portuguesa, em áreas temáticas e espetáculos pré-definidos, bem como uma visita acessível ao recinto do evento com guia e intérprete em língua gestual e roteiro para pessoas com mobilidade condicionada. No site do evento também haverá informação acessível, com interpretação em língua gestual portuguesa. 

DSC_0938

Dentro das distintas áreas temáticas a In Vogue Lifestyle destaca em particular a área dos BANHOS PÚBLICOS, onde a equipa da In Vogue Lifestyle foi gentilmente recebida pela Dra Anabela (Câmara Municipal Santa Maria da Feira) que nos fez uma visita guiada e nos surpreendeu a “banhos e unguentos” ao som de melodias de harpa, em momentos de repouso e relaxamento. Packs de experiência que privilegiam o acesso à realização de massagens. Os Banhos de S. Jorge convidam a explorar novas sensações, como é o exemplo do pack de experiência “Enamorados”, que sugere aos casais um momento mais romântico, com a realização de massagem em simultâneo, no topo das grutas, com uma panorâmica privilegiada de toda a área envolvente ao qual nos entregamos nas mãos dos experientes fisioterapeutas, Dr. António Amorim, Dra. Kelly Conceição e Dra. Andreia Gonçalves para uma massagem de relaxamento. De facto, a época medieval testemunha a prática dos “Banhos Públicos”, com a utilização de águas termais, em fins curativos e de bem-estar. Também El Rei D. Afonso II terá cumprido a tradição termal de seus avós, D. Afonso Henriques e D. Mafalda, tratando das suas enfermidades de pele em Banhos Públicos.

DSC_0932

banhos1

Nesta edição, a aposta da Sociedade de Turismo de Santa Maria da Feira centra-se, por um lado, na melhoria da qualidade e diferenciação dos conteúdos e serviços prestados, reforçando o conceito de uma experimentação única e, por outro, no reforço de capacidade de espaço e oferta de animação, com novas áreas de repouso, massagens e de recriação, convidativas a um maior usufruto deste espaço edílico da cidade.

Em termos de animação de recriação, uma das novidades e o espaço da “Botica”, repleto das melhores energias, ares e as mais puras plantas”, cuja curandeira, que conhece as ervas como ninguém, assegura: “Non há nada que non cure com todas as mezinhas, rezinhas e esconjuros! “

Neste espaço social, de saúde e beleza também não falta a cabeleireira medieval, que com as suas artes de mãos poderá transformar todas as damas e pequenas donzelas nas mais belas do reino. No repertório musical, também se espera novas melodias, com novos instrumentos, que terão sido mandados produzir por El’Rei para a melhor harmonia deste espaço tão privilegiado.

Para que todos os públicos tenham a oportunidade de experimentar este espaço, a entidade gestora das Termas S. Jorge criou maior acessibilidade de bilhética. 

No âmbito da Viagem Medieval, as Termas de S. Jorge voltam a recriar os “Banhos Públicos”, retratando as práticas ancestrais do termalismo. Desta forma, de 2 a 11 de Agosto  todos os visitantes do evento terão a oportunidade de conhecer ou revisitar este espaço temático emblemático da Viagem Medieval, usufruindo de experiências diferenciadoras.

DSC_0810

CONTEXTO HISTORICO 2013

Em 1211, D. Afonso II herda um reino devastado por uma grave crise interna, intensificada pela oposição à sua sucessão. Ao contrário dos seus antecessores, talvez pelos seus graves problemas de saúde, não se envolve diretamente em grandes campanhas militares nem mesmo na conquista de Alcácer do Sal, deixando para outros o domínio da guerra. El-rei escolhe outras alternativas para impor a sua autoridade, revelando-se um estadista fora do comum, com uma grande visão política e estratégica, tomando decisões fundamentais e inovadoras na boa governação e consolidação administrativa do reino.

A realização das primeiras Cortes em Portugal, no primeiro ano de reinado, marca de imediato o rumo da política nacional, promulgando várias medidas destinadas a garantir o direito de propriedade. A promoção das inquirições por todo o reino, a criação do notariado e a sistematização de registos de chancelaria são ações que fomentam a supremacia da justiça régia e a autonomia do poder do monarca.

Este reforço da centralização do poder vai originar uma campanha antissenhorial que será agravada pelos conflitos desencadeados com as irmãs, a pretexto da posse de lugares e bens legados por D. Sancho I, culminando numa violenta guerra civil que envolve algumas famílias tradicionais, chegando até ao reino de Afonso IX de Leão.

DSC_0851

A partir de 1222, a doença de D. Afonso II agrava-se e neste contexto vai providenciar a sucessão do seu filho ainda menor, encomendando a sua proteção e a do reino ao Papa. Outras preocupações são as frequentes hostilidades com alguns bispos, nomeadamente de Estevão Soares da Silva, e as intromissões militares protagonizadas pelo irmão bastardo Martim Sanches, na fronteira a norte.

Durante o seu reinado, foi várias vezes excomungado, de tal modo que em 1223, na hora da sua morte, vigorava um interdito lançado pelo arcebispo de Braga, levando a que o seu desejo de sepultura em Alcobaça não pudesse ser logo cumprido: el-rei D. Afonso foi muy bom cristão, no começo, mas despois não foi assim bom, seguindo muyto sua vomtade.

 

banhos



DSC_0910

DSC_0904
DSC_0942 DSC_0830DSC_0838DSC_0843DSC_0845DSC_0945DSC_0958DSC_0976DSC_0982DSC_0985

DSC_0091DSC_0167DSC_0154DSC_0136DSC_0164DSC_0733DSC_0735DSC_0737DSC_0740DSC_0767
DSC_0804DSC_0808DSC_0825DSC_0827DSC_0832DSC_0835DSC_0836DSC_0837DSC_0025DSC_0118DSC_0124IMG_0583IMG_2193titulo

 

 

 

 

 

 

Comments are closed.

Read previous post:
MEDIA DAY EXTREME SAILLING SERIES 2013

    CRÉDITOS IN VOGUE LIFESTYLE  

Close